quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Segunda tem Aula-Show Percussão Catarina na Biblioteca Municipal de Balneário Camboriú


O Projeto Percussão Catarina teve origem em 2010, a partir da pesquisa do músico Luciano Candemil, que através da Bolsa de Iniciação Científica do Curso de Música da Univali, com orientação do professor Rodrigo Paiva, catalogou 100 instrumentos de percussão que são utilizados nas manifestações folclóricas catarinenses. Desta pesquisa, surgiram iniciativas de divulgação e compartilhamento dos dados com a comunidade em geral, que contaram com o apoio da Fundação Cultural e da Lei de Incentivo à Cultura de Balneário Camboriú.

Em 2014 foram oferecidas 10 oficinas de construção destes instrumentos com materiais reciclados para alunos da rede municipal. Em 2015, o projeto ganhou forma de uma Aula-Show em que os instrumentos são apresentados com suas canções características e foi levado a cinco escolas públicas municipais, com um público aproximado de 300 estudantes e professores.

Esta trilogia se fecha em 2016, com o lançamento do Livro Musical Didático “Percussão Catarina”, que será distribuído gratuitamente às escolas públicas, centros culturais, instituições e projetos que trabalhem com educação musical. O livro, que servirá como apoio ao professor que quiser trabalhar o conteúdo nas aulas, será lançado até o final do ano.

A concepção e pesquisa do espetáculo Percussão Catarina são de Rodrigo Paiva e Luciano Candemil. Composições: Luciano Candemil. Interpretação: Grupo de Percussão de Itajaí. Fotografia e Audiovisual: Mayara Mattar. Produção Executiva: Bia Mattar.  Apoio: Edital de Credenciamento da Fundação Cultural de Balneário Camboriú.



Serviço: Aula-Show Percussão Catarina  (Interpretação: Grupo de Percussão de Itajaí)

Segunda – 24 de outubro
Horários: 9 horas (1ª apresentação) e 10h30min (2ª apresentação)
Local: Biblioteca Pública Municipal “Machado de Assis”
Endereço: 3ª Avenida, nº 1325, esquina com a Rua 2.500 – Centro
Balneário Camboriú – SC
Entrada Franca
Link Vídeo Aula-Show Percussão Catarina:https://www.youtube.com/watch?v=qvQLicBVeNI&feature=youtu.be
Fan Page:https://www.facebook.com/Percuss%C3%A3o-Catarina-791638540898945/



Mais Informações:
Mirian Arins: (47) 9965-4637
Bia Mattar: (47) 9262-6543
Rodrigo Paiva: (47) 9262-6841
Luciano Candemil (47) 9644-3299
Jornalista responsável: Mirian Arins (DRT SC 01762 JP)

Fotos: Mayara Mattar

Em breve lançamento do livro PERCUSSÃO CATARINA !!!!


quarta-feira, 18 de julho de 2012

Sapateado - Grupo Folclórico Alpino Germânico

Classificação: percussão corporal.
Forma de tocar: golpeado contra o chão.
Formato: sapato.
Componentes: cabedal (parte superior) e solado (parte inferior).
Material: couro e sola.
Peculiaridades: é realizado pelos dançarinos em combinação com a percussão corporal durante a dança. "Ato de elaborar ritmos com toques de pés no chão" (Frungillo, 2003).
Outras Peculiaridades: sapateado germânico - Shuhplatter - executado durante danças típicas da  região da Bavária e do Tirol (Alemanha).
Grupo Folclórico: Grupo Folclórico Alpino Germânico (Pomerode).




video

Grupo Folclórico Alpino Germânico – 11º Encontro das Nações (Florianópolis, outubro de 2011).

Referência Bibliográfica:
FRUNGILLO, Mário D. Dicionário de percussão. Editora UNESP: Imprensa Oficial do Estado, São Paulo. 2003. p. 295.

Machado - Grupo Folclórico Alpino Germânico

Classificação: idiofone.
Forma de tocar: golpeado contra tora de madeira.
Formato: machado.
Componentes: cabo de madeira e cunha (lâmina) de metal.
Material: madeira e metal.
Peculiaridades: é percutido contra uma tora de madeira apoiada em cavaletes. Dois integrantes do grupo com seus respectivos machados fazem movimentos alternados contra a tora de madeira. Entre eles e no centro da tora, um terceiro integrante faz movimentos de vai e vem com um serrote, que coincidem com o toque dos machados na madeira.
Outras Peculiaridades: instrumento não-convencional.
Grupo Folclórico: Grupo Folclórico Alpino Germânico (Pomerode).





video


video


Grupo Folclórico Alpino Germânico – 11º Encontro das Nações (Florianópolis, outubro de 2011).



terça-feira, 17 de julho de 2012

Reco-reco de metal - Grupo Folclórico Fazenda da Armação

Classificação: idiofone.
Forma de tocar: raspado.
Formato: caixa retangular.
Componentes: caixa metálica, molas de arame e campana.
Material: metal e arame.
Peculiaridades: "recipiente retangular de metal sendo um dos lados do comprimento aberto, como uma caixa de metal. Nas extremidades longitudinais dessa abertura são esticadas 3 molas espirais de arame, encostadas uma na outra, formando um tipo de superfície que é raspada por uma vareta de metal" (Frungillo, 2003). 
Outras Peculiaridades: possui na extremidade posterior da caixa metálica uma campana para ampliar a projeção do som.
Grupo Folclórico: Grupo Folclórico Fazenda da Armação (Governador Celso Ramos).



video


Grupo Folclórico Fazenda da Armação – 17ª AÇOR (Governador Celso Ramos, novembro/2010)


Referência Bibliográfica:
FRUNGILLO, Mário D. Dicionário de percussão. Editora UNESP: Imprensa Oficial do Estado, São Paulo. 2003. p. 273.

Bin-sasara (Kokiriko) - Grupo Ritmos e Tradições


Classificação: idiofone.
Forma de tocar: entrechocado.
Formato: pilha de lâminas.
Componentes: lâminas de madeira, cinta de couro e cabos de madeira.
Material: madeira, tira de couro e rebites de cabeça redonda.
Peculiaridades: "série de lâminas retangulares de madeira em forma de pilha, unidas numa das extremidades por uma tira de couro fixada por rebites, entrechocadas por meio do movimento de abrir e fechar da pilha de lâminas" (Frungillo, 2003). O movimento é realizado segurando o instrumento com uma mão em cada cabo, situados nas duas pontas da lâmina.
Outras Peculiaridades: "é usado em rituais 'shintoístas' e no teatro 'nô' do Japão, onde também é encontrado com o nome de Kokiriko" (Frungillo, 2003).
Grupo Folclórico: Grupo Ritmos e Tradições (Blumenau).





video


video


video


Grupo Ritmos e Tradições – Oktoberfest (Blumenau, outubro/2011)


Referência Bibliográfica:
FRUNGILLO, Mário D. Dicionário de percussão. Editora UNESP: Imprensa Oficial do Estado, São Paulo. 2003. p. 41.

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Tantã - Grupo Terno de Reis Taquaras


Classificação: membranofone.
Forma de tocar: golpeado/percutido com baqueta e mão.
Formato: cilíndrico.
Componentes: casco, aros, membrana e tarraxas de afinação.
Material: madeira, alumínio, ferro galvanizado e pele de napa grossa.
Peculiaridades: golpeado por uma baqueta de surdo cabeça grande felpuda e por uma das mãos. O percussionista em pé percuti o instrumento na vertical.
Outras Peculiaridades: suspenso no ombro do ritmista com talabarte. Peça tamanho grande.
Grupo Folclórico: Grupo Terno de Reis Taquaras (Balneário Camboriú).




Terno de Reis Taquaras – 6º Festival Estadual de Terno de Reis (Itajaí, 2011)


Site do grupo:

Vídeos no youtube: